Espaço para partilha de resultados do trabalho em torno do livro Criaturas de Ñanderu, escrito pela autora indígena Graça Graúna e ilustrado por José Carlos Lollo

Fala sobre uma índia que não poderia perder sua cultura, nem deixar se influenciar pelas falsas belezas da cidade.

Essa índia era a mais linda de todas, que até Ñanderu tinha ciúmes dela.

Ela conversava com os Deuses e eles lhe diziam que seus cabelos pretos se transformariam em lindas asas. Também lhe diziam que ela teria a missão de aprender novas culturas na cidade grande, mas que não se esquecesse da cultura de sua própria tribo.

Mas, quando ela foi para a cidade se deixou influenciar pelas belas mentiras da cidade, e lá ficou presa.

Quando batia a saudade de sua tribo, uma nuvem escura aparecia no céu. Conta-se que essa nuvem escura representa o seu canto negro de dor. Já quando aparece uma gaiola aberta, é sinal que mais um pássaro adquiriu sua liberdade.

Aluna: Andreza Maria Alexandre Ferreira

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: